domingo, 24 de outubro de 2010

Deus não é uma filosofia



Desde tempos imemoriais que Deus está no centro das meditações e dos questionamentos do homem. Hoje, volvidos tantos séculos de pensamento e investigação e cultura e "contraditório" entre religiões diferentes e dentro das próprias religiões, entre culturas e concepções diferentes e até antagónicas, podemos reconhecer que todo o tipo de tentativas foram feitas (e continuam a ser) pelos homens de cultura e de ciência para "afirmar" ou "negar" Deus.

Mas Deus não é uma teoria, nem é uma hipótese. Deus não é uma filosofia. Nem é uma explicação. É certo que tudo pode ser teorizado e questionado sem limite. Se Deus fosse uma hipótese, ou uma teoria ou uma filosofia, não causaria mais dificuldades do que as questões sobre qualquer outro assunto. Nenhuma teoria, filosofia ou religião consegue transformar uma coisa naquilo que ela não é, ou fazer com que ela deixe de existir. Mesmo aqueles que (apenas) teorizam ou filosofam sobre Deus sabem que teorizam sobre um mistério, sobre o mais antigo e inesgotável dos mistérios. Os que acolhem Deus "revelado" nas suas vidas vivem numa relação construtiva e edificante com esse mistério, uma relação cujos termos são parte essencial da revelação.



3 comentários:

anonimo disse...

"aqueles que (apenas) teorizam ou filosofam sobre Deus sabem que teorizam sobre um mistério"

E no entanto não se coíbem de se considerar como pastores e de receber dinheiro em nome de Deus, ou para salvar do inferno, falando em nome de Deus...

Carlos Ricardo Soares disse...

Caro anónimo,

o coibir-se ou não de se considerarem pastores pouco me interessa. Há seres humanos capazes de tudo e não é por terem ou dizerem que têm uma religião que estamos garantidos. O que interessa é o que "eu" considero ser um pastor em nome de Deus.
Quanto aos que recebem dinheiro em nome do diabo e em nome da cultura e da salvação da pátria e do progresso, e do plástico, etc., também temos de estar atentos para vermos o que se pode fazer.

Madalena Barranco disse...

Carlos, querido amigo, e eu, apenas agora descubro mais um precioso blog de sua autoria! Em suas palavras você conscientiza. É disso que precisamos: de "consciência".

Concordo com sua sensibilidade de saber o que temos no coração...

Beijos, obrigada por compartilhar sua sabedoria...
Com carinho, Madalena
P.S.: seu blog vai para meus "recomendados" em meu blogroll do Pétalas Estelares